Preencha os campos corretamente
Digite corretamente o CPF
Digite corretamente o CNPJ
Digite corretamente
Digite corretamente
Digite corretamente
Digite o DDD
Digite corretamente o telefone
Digite corretamente o e-mail
Estado
Cidade
Seu nome
Nome do amigo
E-mail amigo
UNITAU de A a Z
VOCÊ ESTÁ EM: Pós-graduação / Mestrado / Mestrado Profissional em Gestão e Desenvolvimento Regional - Turma Especial Imperatriz-MA
Mestrado Profissional em Gestão e Desenvolvimento Regional - Turma Especial Imperatriz-MA
DEPARTAMENTO DE GESTÃO E NEGÓCIOS

+ INFORMAÇÕES

Conceito Capes: 4

Carga horária: 645h

Duração: 645h

Vagas: 25

Taxa de inscrição: R$250,00

Investimento: Matrícula R$ 1.050,00 + 29 Mensalidades R$ 1.050,00

Horário: Sextas-feiras (Noturno) das 19h às 23h e Sábados (Integral) das 8h às 12h e das 13h às 17h conforme disciplina obrigatória escalada e/ou eletiva escolhida ou atividade Programada.

Período de Inscrição: A informar

Período de Matrículas: A informar

Aula inaugural e Início do curso: A informar

O atual estágio de desenvolvimento da região do Cone Leste Paulista, e mais especificamente a região Metropolitana do Vale do Rio Paraíba, é resultado de diversos processos de desenvolvimento. A ocupação da região teve início logo no primeiro século da ocupação portuguesa do território brasileiro. O primeiro ciclo de desenvolvimento da região foi pautado pela expansão bandeirante e pelo ciclo da mineração; posteriormente a região passou pelo ciclo da cafeicultura, antes de ter início o processo de industrialização, o qual perdura até o presente.

Ao longo do processo de desenvolvimento, a região foi marcada por períodos de prosperidade e decadência. Em alguns momentos o Vale do Paraíba figurou, em âmbito nacional, como um dinâmico centro econômico. Em outros períodos, a região teve papel pouco relevante, figurando como periferia imediata dos grandes centros econômicos, São Paulo e Rio de Janeiro.

Internamente à região, foi estabelecida uma relação centro-periferia; sendo que a cidade de São José dos Campos tornou-se o mais importante centro dinâmico regional. Essa cidade desenvolveu-se, inicialmente, como um pólo tecnológico aeroespacial. O município reúne importantes fatores necessários à competitividade sistêmica: centros de pesquisa e desenvolvimento, mão-de-obra especializada e unidades produtivas, as quais absorvem produtos de inovação tecnológica e de pesquisa e desenvolvimento (P&D).

Por tudo isso, a região do Cone Leste Paulista, bem como seu entorno, constitui-se em uma região de longa ocupação. Isso se reflete também no meio físico e nas políticas de exploração e preservação. Abordar esses aspectos sob a perspectiva do desenvolvimento regional constitui uma necessidade do meio acadêmico, haja vista que, a partir das especificidades regionais, é possível contribuir para as reflexões teórico-metodológicas sobre desenvolvimento regional, conceitual e epistemologicamente.

- Objetivos
O Mestrado Profissional em Gestão e Desenvolvimento Regional (MGDR) tem por objetivo propor uma visão multidisciplinar das relações entre o homem e o mundo socioeconômico que o envolve, bem como contribuir para a promoção do desenvolvimento regional do Cone Leste Paulista. Os estudos desenvolvidos no âmbito do MGDR encontram-se na interface entre o mundo social – o indivíduo e os grupos aos quais ele pertence – o mundo produtivo, com sua racionalidade, e o mundo natural, com ênfase ao uso sustentável dos recursos naturais, e tratam da articulação e dos conflitos entre esses três pólos.

- Atuação
O Mestre titulado pelo Programa de Pós-Graduação em Gestão e Desenvolvimento Regional deve ser um profissional habilitado para o exercício de atividades em empresas, públicas ou privadas, bem como para atuar como pesquisador e docente. Espera-se que, ao final do curso, o mestrando tenha desenvolvido capacidade para:

• Compreender os fenômenos sócio-produtivos, locais e regionais, que acompanham o desenvolvimento regional, em suas diferentes dimensões: humana, política, econômica, tecnológica e ambiental; preservando as características histórico-culturais que formam a identidade local;
• Aplicar técnicas de planejamento, visando contribuir para o crescimento dos empreendimentos regionais, otimizando o uso dos recursos empregados no sistema produtivo;
• Transcender sua formação básica para a capacitação multidisciplinar, permitindo dispor de uma abordagem abrangente e de instrumentos integrados à realidade local, em suas diferentes dimensões e escalas de organizações sócio-produtivas, além de estimular o espírito crítico em suas análises. Essa formação compreende as capacidades e competências necessárias ao perfil de analista das diferentes realidades locais, inseridas em contexto produtivo regional, e do desenvolvimento sócio-ambiental;
• Promover estudos sobre os modelos nacionais, regionais e locais de desenvolvimento, com ênfase nos arranjos produtivos locais (APL’s), os quais são voltados a agregação de valor às comunidades e a inovações, como forma de obtenção do desenvolvimento sustentável e da criação de riquezas tangíveis e intangíveis;
• Propor e monitorar a aplicação de indicadores regionais multidimensionais, tais como: educação, saúde, emprego, renda, ciência, tecnologia e inovação. Além dos indicadores locais de inteligência, criatividade, interatividade, entre outros, que forneçam subsídios para ampliação dos estudos sobre o Indicador de Desenvolvimento Humano (IDH) e do Indicador de Qualidade de Vida (IQV) para uma avaliação da amplitude dos modelos que levam o local, regional e o país a uma rota de desenvolvimento pós-ideológico; e
• Propiciar a integração entre o ensino, a pesquisa aplicada e a atividade empresarial. A partir do convívio entre a academia e os profissionais das empresas da região, será possível ampliar a interação e o intercâmbio de idéias e conhecimentos de docentes egressos do ambiente corporativo, e pesquisadores da UNITAU. Destaca-se que tal corpo discente é formado por ex-alunos dos cursos de graduação e pós-graduação, bem como por profissionais oriundos das empresas da região e colaboradores de outras instituições de ensino e pesquisa.

- Informações adicionais
Coordenador Geral do MGDR:
Prof. Dr. Edson A. A. Querido Oliveira
E-mail: edson@unitau.br

Coordenador Adjunto do MGDR:
Prof. Dr. José Luís Gomes da Silva
E-mail: gomesdasilvaster@gmail.com

Secretária do MGDR:
Priscila de Assis Faria
E-mail: priscila.faria@unitau.br

Programa de Pós-graduação em Administração - PPGA 
E-mail: ppga@unitau.br
Telefone: 12-3621-8523

Link Curto