Preencha os campos corretamente
Digite corretamente o CPF
Digite corretamente o CNPJ
Digite corretamente
Digite corretamente
Digite corretamente
Digite o DDD
Digite corretamente o telefone
Digite corretamente o e-mail
Estado
Cidade
Seu nome
Nome do amigo
E-mail amigo
UNITAU de A a Z
VOCÊ ESTÁ EM: Pós-graduação / Humanas / Políticas Públicas de Saúde Mental e Assistência Social: práticas multidisciplinares - NOVO
Políticas Públicas de Saúde Mental e Assistência Social: práticas multidisciplinares - NOVO
DEPARTAMENTO DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO

+ INFORMAÇÕES

Duração: 19 meses

Investimento: Matrícula R$ 550,00 + 24 parcelas de R$ 550,00

Horário das aulas: Aos sábados, das 8h30 às 12h e das 13h às 16h30

Início das aulas: 2º Semestre de 2019

As políticas públicas enfocadas são um recorte da Seguridade Social, conjunto de estratégias de Estado para o cuidado de pessoas em situação de pobreza, desemprego, velhice ou doença. Assim, a escolha de tais estruturas dá-se por sua matriz pautada no esforço e custo societários em garantir ações integradas para um Estado de bem-estar social. Dentro dos três pilares, o curso opta pelos equipamentos, serviços e programas com inserção comunitária e com enfoque territorializado.

Portanto, o curso tem como Objetivo Geral qualificar profissionais para atuação em políticas públicas que privilegiam abordagens, individuais, comunitárias e coletivas, como os equipamentos da RAPS - Atenção Básica (UBS, ESF, RT, CECCO’s) e os CAPS (II, AD e Infanto-Juvenil) no SUS e os equipamentos da Proteção Básica (CRAS e SFCV) e da Proteção Especial (CREAS, SAICA, RI) do SUAS. Através do estudo das bases constitutivas das políticas, seu histórico de construção e práticas pautadas nos princípios da atuação das políticas em questão, pretende-se colaborar para o fortalecimento e implementação de políticas públicas de qualidade, transdisciplinares e promotoras da ampliação dos direitos sociais à saúde e à assistência social.

Diferenciais do curso

O curso é constituído pelos olhares teóricos da Psicologia Social e Psicanálise. Tal referencial tem o intuito de formar profissionais críticos, inspirados a ler as entrelinhas dos discursos e das relações, pautados na emancipação e no desenvolvimento pessoal e social. Pretende-se, com essa base, constituir uma visão de mundo e de homem, de uma ética da relação com os usuários, criativa na constituição e/ou uso de instrumentos de gestão de casos e de intervenções comunitárias, nos debates sobre articulação da rede, formas de controle social e a produção e comunicação de conhecimentos imbricados pelo olhar para os atos, afetos e ideias como constituintes de uma dimensão social.

Como pano de fundo do curso, assim como das políticas públicas em questão, permeiam as discussões os princípios de solidariedade, do bem público, do desenvolvimento social, de emancipação, o questionamento de conceitos como periculosidade, patologização e medicalização das relações.

Fortalecendo as bases do curso, o conceito de território torna-se essencial para as atuações, como palco das relações políticas humanas, e a aposta no encontro com o usuário-cidadão como potencial transformador societário através de uma práxis fundamentada ético-politicamente, um saber-fazer e uma escuta como base da técnica.

O curso é composto por um coletivo de professores pesquisadores formados por Instituições de Ensino de renome nacional engajados na construção e implementação de políticas públicas de qualidade.

Público-alvo

Graduados em curso superior reconhecido pelo Conselho Nacional de Educação

Coordenação do curso

Prof. Ma. Camila Young Vieira
Prof. Dr. Régis de Toledo Souza

Link Curto