Preencha os campos corretamente
Digite corretamente o CPF
Digite corretamente o CNPJ
Digite corretamente
Digite corretamente
Digite corretamente
Digite o DDD
Digite corretamente o telefone
Digite corretamente o e-mail
Estado
Cidade
Seu nome
Nome do amigo
E-mail amigo
UNITAU de A a Z
VOCÊ ESTÁ EM: A UNITAU / FIES/UNITAU
FIES/UNITAU

FIES/UNITAU

O Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (FIES) é um programa do Ministério da Educação que tem como objetivo financiar cursos de graduação e pós-graduação presenciais para alunos regularmente matriculados em Instituições de Ensino Superior com mensalidades pagas.

A UNITAU disponibiliza o FIES de até 100% para todos os cursos de graduação, exceto para os cursos: Administração, Técnico em Análise e Desenvolvimento de Sistemas, Ciências Econômicas, Direito e Técnico em Sistemas de Informação.

Documentos necessários para entrega na UNITAU
Ficha de inscrição do site devidamente impressa, mais os originais seguidos de cópias (ou cópias autenticadas) dos seguintes documentos:

  • Documentos de identidade (o documento informado no momento da inscrição deve ser o documento entregue) e CPF de todos os membros do grupo familiar. Para os membros da família menores de 12 anos que não tiverem RG, deve ser apresentada certidão de nascimento;
  • Comprovante de residência do grupo familiar (conta de água, luz ou telefonia móvel de onde efetivamente reside a família);
  • Histórico escolar do Ensino Médio e certificado de conclusão do candidato
  • Comprovante de notas do ENEM, caso tenha concluído o ensino médio a partir de 2010 (retirar no site do INEP). A partir do dia 30/03/2015, os candidatos ao FIES deverão apresentar notas iguais ou superiores a 450 pontos no exame e não ter zerado na redação;
  • Em se tratando de pais separados, trazer cópia do termo de audiência estipulando o valor da pensão, se houver, e o holerite com o valor destinado à pensão, além de certidão de casamento com a averbação do divórcio. Se falecido, certidão de óbito;
  • Alunos casados precisam trazer a certidão de casamento; divorciados, a certidão de casamento com a averbação da separação; e viúvos, certidão de óbito do cônjuge.
  • Comprovante de rendimentos de todos os membros da família maiores de idade:

Que trabalham:

  • 3 últimos contracheques/holerites, no caso de renda fixa e em comissão;
  • 6 últimos contracheques/holerites, no caso de pagamento de horas extras;

Aposentados:

  • Extrato Dataprev (o documento pode ser impresso no site Dataprev – extratos e pagamentos – gravar no Word e apresentar impresso).

Autônomos:

  • Apresentar cópia do Imposto de Renda, do DECORE (Declaração de Contribuição e Rendimentos) ou 3 últimos Pró-labores – DECORE e Pró-labores devem estar assinados por um contador;

Que não possuem renda:

  • Declaração de próprio punho de que não possui renda, com firma reconhecida em cartório;

Informações gerais

  • Para que o aluno tenha direito ao financiamento, o valor da mensalidade deverá comprometer mais de 20% da renda per capita familiar bruta.
  • O aluno poderá financiar até 100% do valor de sua mensalidade.
  • O aluno deverá apresentar a aprovação no ENEM, se concluiu o ensino médio após o ano letivo de 2010.
  • O aluno começará a pagar o financiamento 18 meses após a colação de grau e terá três vezes o tempo do curso mais 12 meses para pagar todo o valor financiado a juros de 3,4% ao ano, para todos os cursos.
  • No período em que estiver cursando a graduação, o aluno deverá somente pagar ao banco a taxa de R$ 50,00, a cada trimestre, relativa aos juros  e à correção monetária do financiamento.
  • O aluno deverá acessar o site: sisfiesportal.mec.gov.br/ para fazer sua inscrição. É muito importante que o aluno leia todas as instruções disponíveis no site.
  • O aluno poderá solicitar o ingresso no financiamento em qualquer época do ano.
  • Para o aditamento/renovação, o aluno poderá optar pela redução do percentual de financiamento, nunca pelo aumento.
  • O percentual mínimo para financiamento é de 50% e poderá ir até 100% em todos os semestres.
  • Para os alunos dos cursos de licenciaturas, ou que apresentem renda per capita familiar de até um salário mínimo e meio, não é exigida a apresentação de um fiador. O aluno pode optar pelo FGEDUC no ato da inscrição. Os demais alunos devem obrigatoriamente apresentar um fiador.

Informações para transferência

  • Vá ao departamento do curso que você tem interesse, e solicite a transferência. Lá, eles solicitarão alguns documentos para análise, como o histórico escolar. (Verifique em unitau.br os endereços dos departamentos e os documentos necessários para transferência).
  • Após a transferência e sua matrícula na instituição, entre no site do FIES http://sisfiesportal.mec.gov.br/ , clique em aditamento e transferência. Preencha os dados requisitados, conclua e imprima a ficha fornecida.
  • Levar a ficha à faculdade de origem para validação e confirmação da transferência.
  • Após, leve a ficha de transferência à Central do Aluno, localizada na Rua Barão da Pedra Negra, 163 – Centro – Taubaté, das 8h às 12h ou das 14h às 18h.

As fases do financiamento
De acordo com o site sisfiesportal.mec.gov.br/, as fases do financiamento são:

Utilização: período compreendido entre o ingresso do estudante no Fies e o mês imediatamente anterior ao início da fase de carência. Ao longo desse período, o aluno deverá pagar trimestralmente os juros incidentes sobre o financiamento, limitados a R$ 50,00 (cinquenta reais).

Carência: período compreendido entre o mês subsequente ao término da fase de utilização e o mês imediatamente anterior ao início do período de amortização. Durante esse período, o estudante financiado fica obrigado a pagar os mesmos juros previstos na fase de utilização.

Amortização: período iniciado no 19° (décimo nono) mês imediatamente subsequente à fase de utilização. Nessa fase, o saldo devedor do financiamento é amortizado com base no valor apurado mediante a aplicação da Tabela Price, em parcelas mensais, iguais e sucessivas, pelo prazo de até 3 vezes o prazo de permanência do estudante na condição de financiado, acrescido de 12 (doze) meses.

*O MEC (Ministério da Educação) publicou uma portaria no Diário Oficial da União, no dia 12/04/2012, que estabelece a renda familiar mensal de até 20 salários mínimos para que o estudante possa se cadastrar no Fies (Fundo de Financiamento Estudantil). Até então, as regras para participação no programa não estipulavam uma renda máxima.

Link Curto